Passar para o Conteúdo Principal Top

museus de Ponte de Lima

Museu_Brinquedo

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Exposição no Museu do Brinquedo Português – Brinquedos Mágicos – A Marca Arlo | 15 de outubro de 2016 a 15 de abril de 2017

Cartaz exposicao arlo 1 1024 1000
14 Outubro 2016

O Museu do Brinquedo Português, em Ponte de Lima, apresenta uma nova exposição temporária, intitulada "Brinquedos Mágicos - A Marca Arlo".

A mostra vai ser inaugurada no próximo dia 15 de outubro, às 17 horas, e vai ficar patente até 15 de abril de 2017.

A fábrica de Construções ARLO, fundada por Arnaldo Luizello da Rocha-Brito, nasceu em 1939 no Porto curiosamente na mesma data de uma também igualmente importante e famosa marca ligada à manufatura de jogos e brinquedos em Portugal: A MAJOR.

Sita na Rua de Passos Manuel N.º 178, teve como objetivo principal a criação de caixas de construção de variados modelos nas suas mais variadas disciplinas temáticas, de forma a tentar proporcionar aos aficionados de trabalhos manuais a aquisição de modelos que após construídos, pudessem colmatar então, a onerosa obtenção de brinquedos e miniaturas importados, dado o grave período de contenção inerente à beligerante época e seu infeliz cortejo de calamidades inerente ao mundo de então.

A sua vertente de caixas de construção, que incluíam todo o material necessário à montagem dos modelos, apelando assim também à criatividade dos aficionados a esta tipologia de entretenimento, foi inclusive patenteada e pode considerar-se como sendo a pioneira deste género de passatempo a que modernamente se apelida como sendo a "montagem de kits".

A empresa extinguiu-se em 1964, por força da necessidade do espaço ocupado para o então já proeminente negócio de representação de automóveis tidos pela família desde 1916. Hoje a marca, essa ainda existente e registada mantém-se em mãos da quarta geração.