Passar para o Conteúdo Principal Top

museus de Ponte de Lima

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Museu dos Terceiros_Miguel Costa

Ponte de Lima - Museu dos Terceiros em Viagem Cultural

Viagem mute 2017 1 1 1024 1000
26 Maio 2017

Cumpriu-se no passado fim-de-semana de 20 e 21 de maio mais uma Viagem Cultural promovida pelo Museu dos Terceiros e comissariada pelo Prof. Carlos Brochado de Almeida. Um extenso grupo de 56 elementos rumou à Beira Baixa e ao Alto Alentejo para conhecer a história e o património de algumas das mais emblemáticas vilas e aldeias daquele território.

O sábado foi passado a norte do Tejo. O itinerário começou por Idanha-a-Velha, a antiga Egitania, percorrendo o recinto amuralhado e as ruas desta antiga localidade, notável sítio arqueológico declarado Monumento Nacional. Neste admirável conjunto histórico foram apreciadas com mais demora a vetusta Basílica, a velha ponte de origem romana sobre o rio Pônsul e, junto ao Posto de Turismo, o bem preservado Lagar de Varas.

A visita continuou com a subida à aldeia de Monsanto, cujos habitantes souberam ao longo dos tempos levantar pequenas construções harmoniosamente associadas à penedia natural. Quase todos os limianos venceram as alturas do castelo, situado ainda bem acima da aldeia. Já ao fechar do dia seguiu-se uma romagem ao Santuário de Nossa Senhora do Almortão, um dos mais importantes e conhecidos locais de peregrinação da Beira Baixa.

No domingo a viagem continuou para o sul do Tejo com uma visita à vila de Marvão, com o seu casario e o imponente castelo assentes numa poderosa escarpa. Ao descer dos novecentos metros de altitude houve ainda oportunidade para conhecer o Convento de Nossa Senhora da Estrela, uma fundação franciscana do século XV hoje ao cuidado da Santa Casa da Misericórdia de Marvão.

O périplo por aquelas terras terminou com uma passagem por Castelo de Vide, onde Carolino Tapadejo, antigo Presidente da Câmara e apaixonado investigador, nos levou pelo antigo Bairro da Judiaria e pela sinagoga, mostrando diversos recantos e peculiaridades associadas à vivência judaica naquela Terra. Foi exibida uma chave com cinco séculos, levada por uma família de judeus que residia em Castelo de Vide aquando da sua expulsão. Recentemente, volvido meio milénio, uma descendente na diáspora fez questão de dirigir-se à terra dos seus antepassados para deixá-la a Castelo de Vide. Esta chave, única e plena de simbologia, podemos também dizer que encerrou a Viagem Cultural do Museu dos Terceiros.